Notícias

Eventos

Setembro Amarelo – Uma campanha que salva vidas!

Setembro Amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada no ano de 2015. O mês de setembro foi escolhido para a campanha pois, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

A ação tem o intuito de prevenir e conscientizar sobre este dano, suas possíveis causas e os transtornos psicológicos que podem contribuir para o aumento de casos. A Organização Mundial da Saúde estima que 800 mil pessoas cometam suicídio durante o ano, no mundo inteiro.

Para especialistas da área esse número pode ser ainda maior, devido a pandemia de COVID-19, que interferiu na saúde mental da população de muitas formas. Transtornos como ansiedade, depressão, síndrome do pânico, estresse, entre outros, se intensificaram com o isolamento social, podendo contribuir para este aumento.

Por isso, devemos lembrar a importância de cuidar da nossa saúde física e mental, para que possamos passar por estas situações da melhor maneira possível.

Saúde mental x HIV

O suicídio é considerado um caso de saúde pública e mata por ano mais pessoas do que a AIDS e vários tipos de câncer e, mesmo assim, muitas pessoas ainda não discutem sobre esse assunto tão importante.

A vivência com o vírus pode ser muito estressante em uma sociedade onde há preconceito e conhecimento limitado sobre o HIV/AIDS. Sendo assim, o cuidado com a saúde mental é ainda mais necessário se tratando dessas pessoas e de familiares próximos. A ajuda psicológica pode contribuir para a física.

De acordo com um artigo americano, publicado em 2016, as pessoas que estão em situação de HIV, possuem três vezes mais probabilidade de ter depressão. Transtornos como ansiedade e bipolaridade também são muito comuns neste público.

Essas condições psicológicas afetam a mente e podem reduzir a qualidade de vida. A mudança súbita de humor costuma ser o sinal de alerta dessas patologias. Por isso, pacientes de HIV/AIDS devem ficar atentos à qualidade do seu estado emocional e, caso esses sintomas sejam predominantes, é necessário procurar ajuda psicológica.

Cuidados com a saúde mental

Segundo um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2014, o Brasil está em oitavo dentre os países com maior número de suicídios, atrás de Índia, China, Estados Unidos, Rússia, Japão, Coreia do Sul e Paquistão

Várias medidas podem ser tomadas para aumentar os fatores de proteção e diminuir os de risco, entre eles:

– Manter contato com familiares e amigos;
– Buscar e seguir tratamentos adequados para saúde mental;
– Iniciar atividades prazerosas ou que tenham significado para a pessoa, como trabalho voluntário e/ou hobbies;
– Reduzir ou evitar o uso de álcool e outras drogas;
– Praticar alguma atividade física ou meditação.

Lembre-se, sua vida é muito importante. Você não está sozinho. Procure ajuda!