Notícias

Eventos

Quando os suplementos alimentares infantis são recomendados?

 

 

Estimular uma criança a comer de maneira correta é uma tarefa que pode ser muito difícil, não é mesmo? Muitas vezes, por medo da criança não estar ingerindo as vitaminas e minerais suficientes para o seu desenvolvimento por conta própria, os pais ou responsáveis incorporam suplementos alimentares na dieta dos pequenos. Mas quando eles são realmente necessários?

Os primeiros anos de vida

Desde pequenos, somos expostos a suplementações alimentares para ajudar em nosso desenvolvimento. Na fase de amamentação, na maioria dos casos, todos os nutrientes são supridos com o aleitamento materno. Quando passamos pelo período de introdução de alimentos sólidos, os nutrientes passam a vir também dos alimentos que consumimos.

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda a suplementação preventiva de ferro desde os três meses de vida para os bebês nascidos acima de 37 semanas. Em caso de bebês prematuros e com baixo peso, a suplementação pode ser recomendada a partir dos 30 dias de vida. Em alguns casos, mesmo com o aleitamento materno feito de maneira adequada, os pediatras indicam o uso de sulfato ferroso, para prevenir doenças como a anemia.

Algumas crianças têm certa dificuldade em aceitar alguns alimentos necessários e é aí que entra a suplementação. Mas, cada caso deve ser estudado de maneira individual com o especialista.

A importância de uma alimentação saudável
Já dizia aquela musiquinha famosa: “Comer, comer, é o melhor para poder crescer!”. A alimentação saudável é fundamental em todas as faixas etárias, mas, quando esse hábito é mantido desde a infância, fica cada vez mais fácil mantê-lo, e a saúde agradece.

Frutas, legumes e verduras são muito importantes para manter o sistema imunológico forte e, consequentemente, trazer qualidade de vida. Ensine as crianças o valor de uma alimentação rica em vitaminas e nutrientes e lembre-se de que é sempre importante fazer um acompanhamento médico infantil, para toda e qualquer dúvida sobre saúde, introdução alimentar, entre outros.

Necessitando de suplementação, ou não, os pais devem manter em mente que a alimentação é a base de tudo. Isso vale para a família inteira.