Notícias

Eventos

Campanha Dezembro Vermelho: toda ação voluntária é importante

 

Há 30 anos, o Projeto Criança Aids (PCA) atua atendendo famílias em vulnerabilidade social, responsáveis por crianças e adolescentes vivendo e convivendo com HIV/AIDS. O funcionamento da ONG é possível graças à ajuda de voluntários e doadores.

A Campanha Dezembro Vermelho, que tem como objetivo a conscientização sobre o vírus da imunodeficiência humana (HIV) e as infecções sexualmente transmissíveis (IST), é uma importante campanha visto o alto número de infectados atualmente. Entrevistamos a voluntária Juliana que nos contou um pouco sobre as atividades que desempenham no PCA, confira!

Juliana Aboud, voluntária do PCA

Juliana, Engenheira de Telecom, Empreendedora e Voluntária, conta que passou mais da metade da vida ajudando o PCA. “Tenho 36 anos e sou voluntária no Projeto Criança Aids há mais de 20. Comecei a ajudar por volta dos meus 15 anos”.

Desde a infância, ama ajudar o próximo e tem se dedicado à ONG. “Comecei no projeto fazendo cartas de agradecimento aos doadores e, desde então, já dei aulas de educação artística, reforço escolar, informática, já fiz sacolinhas para crianças. Fiz um pouco de tudo”, conta com alegria.

Ao longo dos anos, o que mais motiva a voluntária é a possibilidade de aprender com as crianças assistidas. “O trabalho voluntário, além de possibilitar que você faça o bem a outras pessoas, permite que você aprenda muitas coisas.” Juliana também aproveita seu conhecimento profissional, de mercado e networking para implantar projetos, contribuir com melhorias e angariar doações.

Uma ação voluntária, por menor que pareça, faz muita diferença na vida de muitas famílias. “Quando cada um de nós faz um pouco que seja, muita coisa muda na vida daquela família. O impacto positivo naquela pessoa é grandioso”, conta Juliana.

Possibilidades no Projeto

Muitas pessoas encontram o projeto e dizem que não sabem o que fazer ou como fazer para ajudar. No PCA, há um leque de possibilidades de trabalhos, como ajudar na comunicação, tesouraria, montagem das cestas básicas, o importante é que cada um se sinta confortável em fazer o que gosta.

“Há quem diga que a colaboração é a profissão do futuro, e o trabalho voluntário é uma forma de exercitar a colaboração”, fala Juliana.

Equipe Multidisciplinar do Projeto

Além dessas possibilidades de trabalho voluntário, a ONG realiza apoio psicológico e social “a equipe multidisciplinar do projeto dá apoio e acolhimento no período de identificação e aceitação do diagnóstico”, diz Juliana.

Confira outros relatos de voluntários e junte-se a nós nessa importante ação!

Acesse nosso Instagram e veja a entrevista com a Juliana na íntegra.