Notícias

Eventos

Use sempre seringas e agulhas descartáveis

O uso de drogas injetáveis é uma das principais formas de transmissão do vírus da Aids. Os programas de redução de danos, que incluem a troca de seringas, são uma estratégia de saúde pública que buscam dar resposta a este crescimento.

Cuidados básicos para quem se injeta

Se você usa drogas injetáveis, precisa seguir algumas regras básicas. Por isso, dê uma olhada nas seguintes recomendações:

  • use sempre o seu próprio equipamento (seringa, agulha, água, colher, copo etc.). Todos esses instrumentos oferecem risco de contaminação;
  • não compartilhe o local onde prepara a dose;
  • não reutilize agulhas;
  • use agulhas bem pequenas para se injetar;
  • use pequenas quantidades de água para dissolver;
  • limpe o local com álcool antes de se aplicar;
  • pressione o local aplicado com o polegar;
  • não repita a dose com a mesma seringa;
  • não repita a dose na mesma veia;
  • tome cuidado ao descartar seu equipamento de injeção;
  • coloque instrumentos (agulha, seringa etc.) numa lata de refrigerante vazia ou numa caixa segura;
  • saiba que droga com impurezas pode causar infecção das válvulas do coração e dos vasos sangüíneos, feridas na pele e infecção generalizada;
  • para fortalecer as veias, pressione com as mãos uma bolinha de borracha ou de papel. Repita sempre esse exercício.

Pontos para injetar

  • Pontos seguros: veias do braços e dos antebraços e veias das pernas.
  • Pontos a considerar: pés (veias pequenas, muito frágeis, injeção dolorosa).
  • Pontos perigosos: pescoço, rosto, abdômen, peito, coxas, sexo e pulsos.

Kit de redução de danos:estão disponíveis kits com seringas, agulhas, garrotes, lenços anti-sépticos, preservativos, copo de plástico e água para a mistura da droga. O objetivo é reduzir os danos à sua saúde.

Overdose

Para evitar a overdose, preste atenção:

  • não misture álcool com outras substâncias. O risco é muito maior;
  • não injete quando estiver sozinho. Tente fazer isso com alguém por perto;
  • se estiver experimentando uma nova droga ou tiver mudado de fornecedor, divida em duas doses.

E o que fazer quando alguém tem overdose?

  • não entre em pânico. Fale com a pessoa, faça-a caminhar, dê uns beliscões… A questão é evitar que ela apague;
  • se a pessoa não estiver respirando, faça respiração boca a boca;
  • se ela estiver inconsciente, deite-a de lado, com a cabeça para trás;
  • não a deixe sozinha. Se realmente tiver de ir, tome cuidado para ela não se virar nem ficar de barriga para cima;
  • chame a ambulância e diga o que a pessoa tomou. E fique tranqüilo: o sigilo médico protege tanto o usuário de drogas quanto você.

Atenção: os textos e imagens desta página foram adaptados e extraídos do site do Programa Nacional de DSTs e Aids – www.aids.gov.br, do Ministério da Saúde.