Notícias

Eventos

Previna-se e trate adequadamente as DSTs

O que são Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)?

AS DSTs são doenças transmitidas por meio da relação sexual, seja de homem com mulher, homem com homem ou mulher com mulher. Em geral, a pessoa infectada transmite a DSTs para seus parceiros, principalmente quando acontece penetração.

Ao contrário do que muita gente pensa, as DSTs são doenças graves que podem causar disfunções sexuais, esterilidade, aborto, nascimento de bebês prematuros com problemas de saúde, deficiência física ou mental, alguns tipos de câncer e até a morte. Uma pessoa com DST também tem mais chance de pegar outras DSTs, inclusive a Aids.

Quem pode pegar DSTs?

  • Quem tem relações sexuais sem camisinha;
  • Quem tem parceiro que mantém relações sexuais com outras pessoas sem camisinha;
  • Pessoas que usam drogas injetáveis e compartilham seringas;
  • Pessoas que têm parceiros que usem drogas injetáveis, compartilhando seringas;
  • Pessoas que recebem transfusão de sangue não testado;
  • Qualquer um – casados, solteiros, jovens, adultos, ricos ou pobres – pode pegar DST.

Quais os principais sinais das DSTs?

  • Feridas (úlceras): aparecem nos órgãos genitais ou em qualquer parte do corpo. Podem doer ou não.
  • Corrimentos: aparecem no homem e na mulher no canal da uretra, vagina ou ânus. Podem ser esbranquiçados, esverdeados ou amarelados como pus. Alguns têm cheiro forte e ruim. Tem gente que sente dor ao urinar ou durante a relação sexual. Nas mulheres, quando o corrimento é pouco, só é visto em exames ginecológicos.
  • Verrugas: são como caroços; podem parecer uma couve-flor quando a doença está em estágio avançado. Em geral não dói, mas pode ocorrer irritação ou coceiras.

Quais os principais sintomas das DSTs?

Ardência ou coceira: mais sentidas ao urinar ou nas relações sexuais. Há pessoas que sentem as duas coisas, outras somente uma e muitas pessoas não sentem nada e, sem saber, transmitem DST para seus parceiros.

Dor e mal-estar: embaixo do umbigo, na parte baixa da barriga, ao urinar, ao evacuar ou nas relações sexuais.

Como tratar as DSTs?

  • Faça apenas o tratamento indicado por um profissional de saúde, não aceite indicações de vizinhos, parentes, funcionários de farmácias etc.
  • Siga a receita e tome os remédios na quantidade certa e nas horas certas.
  • Continue o tratamento até o fim, mesmo que não haja mais sinal ou sintoma da doença.
  • Todos os parceiros de quem está com DST devem ser conscientizados e fazer o tratamento, senão o problema continua.
  • Deve-se evitar relações sexuais durante o tratamento. Em último caso, use sempre camisinha.
  • Peça também para fazer o teste da Aids. É melhor sempre se prevenir.

Serviços que atendem casos de DSTs

O que são os serviços que atendem DSTs?

São serviços de saúde que pertencem ao Sistema Único de Saúde (SUS) e que contam com profissionais de saúde capacitados na Abordagem Sindrômica das DSTs, podendo ou não contar com estrutura laboratorial, promovendo a assistência clínica e o tratamento adequado, a prevenção, o fornecimento de preservativos e aconselhamento para testagem para o HIV.


Atenção: os textos e imagens desta página foram adaptados e extraídos do site do Programa Nacional de DSTs e Aids – www.aids.gov.br, do Ministério da Saúde.