Notícias

Eventos

Depoimento de Vinicius Onofre Rodrigues

"A minha rotina era casa trabalho, trabalho casa, e eu precisava fazer alguma coisa. A vida é muito estressante e eu precisava de alguma coisa pra me desligar, então decidi ser voluntário em algum projeto. Você sai da sua rotina! Aqui a gente se diverte, claro que também fazemos nosso trabalho, mas aqui a gente também se distrai e esquece os problemas pessoais.
Você já viu algum voluntário estressado? Você faz uma coisa e não recebe por isso, é uma coisa que você faz de coração, então você se sente um ser humano. Hoje em dia se vê muita coisa ruim e é muito difícil encontrar alguém que queira fazer algo de coração. Se não for de coração, nem venha!
Quando você começa a fazer coisas para o bem de outra pessoa você começa a olhar de outra forma. Um morador de rua, por exemplo, quando você enxerga como voluntário você pensa melhor sobre o que essa pessoa está passando. Ele pode estar precisando apenas de um prato de comida e muita gente o ignora.
Ainda existe o preconceito para abraçar, chegar perto, comer no mesmo prato ou compartilhar o mesmo copo. Ainda tem gente que pensa que vai pegar Aids assim. Muita gente me pergunta se eu não vou ser infectado aqui! Em pleno século XXI a gente tem que saber alguma coisa."

Vinicius Onofre Rodrigues, formado em marketing, voluntário desde 2017.